FRETE GRÁTIS ACIMA DE R$ 400,00
PARCELE EM 6X SEM JUROS
SITE SEGURO

Acabou o ano. Mas já?

06 de dezembro de 2017

Nossa percepção de tempo é alterada quando fazemos muitas coisas rotineiras.

Você já teve a impressão de que cada ano passa mais rápido do que o anterior? A idade influencia a nossa percepção de tempo.

Nossas memórias de quando éramos adolescentes são muito mais vivas e intensas do que do início da idade adulta. Além de fazermos coisas novas e iniciarmos uma nova etapa da vida, nosso corpo está quimicamente preparado para guardar muito mais lembranças dessa fase.

Ser adulto geralmente é conviver com a rotina e o cérebro tende a otimizar memórias similares. Então, dificilmente lembramos a maioria das coisas que comemos em nossa rotina normal, quem vemos na ida ao trabalho.. e coisas assim. Fazer coisas novas é uma das chaves para guardar mais memórias e consequentemente “diminuir a velocidade do tempo”.

A saída para alterarmos nossa percepção de tempo é fazermos coisas novas com frequência maior.

 Quando jovem, somos cercados de eventos ‘primeiros’ (primeiro beijo, primeiro dia da escola, primeiras férias, primeiro relacionamento, etc). Com a falta de novas experiências na vida adulta, a impressão que temos é de ausência de coisas para criar expectativas e para relembrar por mais tempo. As pessoas entre as idades de 20 a 59 anos estão mais propensas a selecionar declarações referentes à “pressão do tempo” ou a noção de que o tempo está acelerando, que não se pode concluir tudo aquilo que tinha sido previsto…. enfim.. as pessoas nesta faixa de idade têm maior probabilidade de estarem no meio dos deveres profissionais e familiares, resultando na sensação de que não conseguem realizar todas as exigências da vida.

Então a impressão de que o final de ano de 2016 foi apenas na semana passada.

Vamos inovar a rotina? Desacelerar a vida?

A nossa dica é: Encante-se por você! Não apresse mais ainda seu tempo. Curta você produzida e linda para VIVER CADA DIA, UM DIA!

 

Ana Paula Raposo
Sócia proprietária – Repike Comunicação.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *